TREVISO – a pequena veneza

Olá você já ouviu falar na “pequena Veneza” italiana? Se já parabéns; se não, quero lhe apresentar e convidar, você também que já conhece, a fazer mais um passeio comigo pela Italia. Vamos, lá?

A pequena Veneza se chama Treviso que, acredite, esta localizada a aproximadamente 20 quilometros da famosa Veneza. A cidade ficou conhecida como a pequena Veneza devido os seus canais. Suas origens são muito antigas; os romanos já deram a este lugar o título de cidade em 49 aC. Foi, também, a primeira cidade a ser incorporada a República de Veneza.

Treviso foi ocupada pelos austríacos e franceses e, durante a Segunda Guerra Mundial, foi alvo de grandes bombardeios que danificaram e destruíram completamente muitos dos seus edifícios históricos. Observando bem você conseguirá ver e identificar, com grande facilidade, construções de diferentes estilos e épocas uma ao lado a outra mas, nem por isso, diminuiu o esplendor e o fascínio da cidade.
Treviso é uma cidade pequena mas oferece muitas atrações que podem ser conhecidas e saboreadas num delicioso passeio. Assim, quando vier por aqui, reserve um dia inteiro para conhecer sem pressa aproveitando o melhor do que a cidade tem a lhe oferecer. Vou enumerar a seguir alguns pontos de interesse turistico que você não pode perder mas, o melhor mesmo, é deixar-se andar seguindo a sua intuição. Divirta-se!

O QUE VER EM TREVISO

Muros da Cidade – a cidade é circundada por quase 4 km de muralhas que foram construidas inicialmente pelos romanos e, posteriormente, ampliada e concluída em 1520 num excepcional exemplo da engenharia renascentista. Se vier a Treviso com trem, saindo da estação ferroviaria em direção ao centro historico é possível ver os muros da cidade.

Piazza della Signoria – é uma elegante e acolhedora praça formada pelos três edifícios mais importantes da cidade: o Palazzo dei Trecento, Palazzo del Podestà e a Torre Cívica. É o ponto de encontro da população para um café com bate-papo e programações culturais.

Palazzo dei Trecenti – construído em 1210 o palacio leva o nome dos 300 membros da Câmara Municipal. A construção em tijolo vermelho é um dos mais importantes exemplos da arquitetura românica da cidade. Hoje abriga a Câmara Municipal cuja visitas podem ser feitas só em ocasião de eventos culturais. Na parede externa lateral é possível ver os sinais da restauração apos o bombardeio de 7 de abril de 1944 evidenciado por uma linha contínua de cima abaixo onde se ver claramente a diferença dos tipos de tijolos.

Palazzo del Podestà e a Torre Cívica – construído no século XIII para abrigar a sede do Podestà, hoje abriga a Prefeitura e atrás dele está a Torre Cívica, a torre mais alta de Treviso, que com sua inconfundível estrutura domina a Piazza dei Signori. Curiosidade: no dia 7 de abril de cada ano pontualmente às 13:00 horas, o sino da torre é tocado para lembrar do bombardeio que destruiu a cidade em 1944.

Calmaggiore – Calmaggiore que no periodo romano se chamava “Cardo Maggiore” , é a principal rua do centro histórico de Treviso. Ela liga a Piazza della Signoria ao Duomo. É uma elegante estrada ladeada de prédios com arcadas repleto de lojas, boutiques e residências históricas numa perfeita harmonia entre passado e presente. Aproveite também para passear pela Via Barberia uma rua pedonal proxima a Calmaggiore com lojas, restaurantes e cafés super linda e charmosa. Uma boa pedida para um cafezinho e compras.

Via Barberia

Duomo de Treviso e o Batisterio de San Giovanni – a catedral neoclássica dos seculos XV e XVI foi erguida no local de uma antiga igreja românica cujo sinal restam apenas os dois leões no pé da escada lembrando suas origens medievais. A Catedral abriga no seu interior uma bela cripta românica e algumas obras primas como “Anunciação” de Ticiano. Ao lado da catedral está o Batistério de San Giovanni em estilo românico do século XII.

Batistério di San Giovanni e Duomo
Batistério di San Giovanni

Fontana delle Tette – uma pequena fonte com um busto de uma mulher, de cujos seios jorra água. A fonte foi construida para os festejos da posse dos novos prefeitos que, durante a comemoração, fazia rojar dos seios vinho branco de um peito e vinho tinto do outro. A estátua representa a “fertilidade e a abundância” e tornou-se o simbolo da cidade de Treviso. A obra original data o 1559 e está exposta no Palazzo dei Trecento. Sendo o simbolo da cidade, uma foto aqui não pode faltar.

Canais – os canais de Treviso são originários dos rios: Sile e Botteniga, este ultimo, vem desviado em três canais que atravessam o centro historico da cidade: o Canal Cagnan (com seus salgueiros chorões), o Canal Buranelli que leva este nome devido o comercio com a ilha de Burano, em Veneza e, o Canal Roggia que se acede pela Via Roggia oferecendo um espetacular panorama com suas casas antigas, arcadas e becos sinuosos tornando-se um dos mais belos e fascinante recantos de Treviso. No passado por estes canais navegavam muitos barcos que vinham de Veneza para descarregar mercadorias e passageiros.

La Pescheria – é o Mercado do Peixe de Treviso que estar localizado no meio de uma pequena ilha fluvial no canal de Cagnan. A pequena ilha com o mercado é, afinal, um dos lugares mais bonitos de Treviso. Aqui, inúmeras barracas oferecem peixes e legumes todos os dias. Ha poucos metros daqui tem também uma feira semanal que se realiza todas manhãs das terças e sábados nela se encontra um pouco de tudo; produtos têxteis, sapatos, utensílios domésticos e produtos alimentícios.

Feira semanal

Igreja de San Nicolò – a igreja de Sao Nicolaù construída entre os séculos XIII e XIV faz parte dos edifícios góticos mais importante da italia. Dentro dela podemos apreciar algumas obras do artista Tommaso da Modena, um pintor e miniaturista italiano que viveu na cidade nos anos de 1350. Ele se diferenciou de seus contemporâneos principalmente pelo realismo de suas pinturas retratando as pessoas em atitudes cotidianas. Segundo historiadores de arte ele foi o primeiro na história a retratar alguém usando óculos, esta obra faz parte de uma coleção exposta no Convento de Treviso. Na igreja tem uma linda obra de Nossa Senhora do Parto de Tommaso da Modena com a imagem da dolce virgem Maria gravida é uma verdadeira maravilha que você não pode perder.

Igreja de San Francesco – construída originalmente no século XIII pela comunidade dos franciscanos e, posteriormente ampliada várias vezes e pasmem foi usada como estábulo pelas tropas de Napoleão. A igreja abriga os túmulos de dois famosos cidadãos; Pietro Alighieri, filho de Dante Alighieri, enterrado aqui em 1364 e a Francesca Petrarca filha do escritor e filosofo Francesco Petrarca. Aproveite a ocasiao para apreciar os afrescos da primeira capela à esquerda realizados por Tommaso da Modena.

COMO CHEGAR A TREVISO: partindo de Veneza com trem Trenitalia dura cerca 30 minutos.

Venha descobrir Treviso! pARA UM ROTEIRO PERSONALIZADO OU OUTRAS informações ME ENVIE UMA MENSAGEM COM módulo abaixo.

<p class="has-large-font-size" value="<amp-fit-text layout="fixed-height" min-font-size="6" max-font-size="72" height="80">

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.